Crónicas de uma Leitora: Amante de Sonho - OPINIÃO

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Amante de Sonho - OPINIÃO


Título - Amante de Sonho
Título Original -  Fantasy Lover
Autora - Sherrilyn Kenyon
Edição/reimpressão: 2009
Páginas: 288
Editor: Saída de Emergência
Sinopse:
Grace Alexander, uma bonita terapeuta sexual de Nova Orleães, julgava estar destinada a uma vida sem paixão. Até ao dia em que a amiga Selena a convence de que, por artes mágicas, poderá convocar um escravo de amor durante um mês. Certa de que a magia da amiga irá falhar, Grace deixa-se levar pela brincadeira. Mas…

Opinião:
 
Grace Alexander, a personagem feminina desta história é ao contrário de muitas outras baixinha e com uns quilinhos a mais, contudo é uma mulher inteligente e perspicaz que para terapeuta sexual tem uma vida bastante monótona sem paixão nem surpresas. A sua melhor amiga Selena preocupada, convence-a a convocar um escravo de amor no dia do seu aniversário, aproveitando o facto de terem bebido um copo de vinho a mais e Grace estar mais sugestionável pois de outra maneira a nossa heroína jamais faria semelhante coisa, ela simplesmente não acredita em nada disso.
Contudo Grace apanha o susto da sua vida quando um homem alto, louro, lindo e completamente nu aparece na sua casa. Apesar de ser uma verdadeira tentação Grace não consegue ver aquele homem como um objecto sexual que ela pode usar e abusar durante o próximo mês e decide que quer conhecê-lo melhor.
Julian da Macedónia era um general espartano com mais de 2mil anos que tendo conquistado muitas vitórias foi amaldiçoado por seu irmão Príapo. Julian, filho da deusa Afrodite e de um militar humano, é forçado a uma vida dura recheada de inveja e cobiça. Sendo forçado a viver num livro durante tantos séculos e a servir todas as mulheres que o convocassem, é surpreendido ao perceber que Grace não está interessada em sexo ocasional e nunca se imaginou a viver uma relação tórrida.
Ao colocar de lado o objectivo de Julian na sua vida, Grace começa a conhecê-lo melhor e a história da sua vida deixa-a verdadeiramente impressionada, levando-a a apaixonar-se por ele. Quando descobre através de Eros (o deus do amor e irmão de Julian) que pode salvá-lo da sua maldição, Grace luta com todas as suas forças para que isso aconteça.
Ao começar a ler este livro estava completamente dividida, por um lado Sherrilyn Kenyon é grandemente aclamada por outro disseram-me que a história era lamechas, no fim rendi-me! Tanto a vida de Grace como a de Julian tocaram-me, ambos sofreram à sua maneira e o amor deles apesar de não ser impossível é complicado, afinal não se pode esquecer que eles têm mais de 2 mil anos de vida entre eles. É um livro quente, arrebatador e surpreendente que me levou a ler a todas as horas e ocasiões, agarrando-me de tal maneira que cheguei a chorar no final, há muito tempo que um livro não me fazia chorar. Não é uma história pesada, com demasiada informação, sobrecarregando as páginas mas tem um desenvolvimento rápido não se perdendo em demasiadas descrições. Recomendo este livro e estou desejosa de ler mais livros desta saga.

2 comentários:

  1. A historia do ashron é muito mais sofrida,a do julian parece romance aguá com açúcar comparada com a dele, mas apesar disso,adoro os dois.

    ResponderEliminar
  2. Digam o que disserem sobre este livro, gostei imenso dele :) adoro romances cor de rosa!!!

    ResponderEliminar