Crónicas de uma Leitora: Clube de Sangue - OPINIÃO

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Clube de Sangue - OPINIÃO

Título: Clube de Sangue
A Saga do Sangue Fresco - Volume III
Autora: Charlaine Harris
Edição/reimpressão: 2009
Páginas: 256
Editor: Saída de Emergência
Sinopse:

Há apenas um vampiro com a qual Sookie Stackhouse está envolvida, pelo menos de forma voluntária, e esse vampiro é Bill. Mas recentemente, ele tem estado um pouco distante. E noutro Estado.
Eric, o seu chefe sinistro e sensual, julga saber onde encontrá-lo e, quando dá por isso, Sookie está a caminho de Jackson, no Mississippi, para se infiltrar no submundo do Clube de Sangue. Este clube é um local perigoso onde a sociedade vampírica se reúne para descontrair e beber um copo de O positivo.
Mas quando Sookie finalmente descobre Bill - apanhado num acto de traição séria - ela não tem a certeza se o quer salvar… ou afiar estacas.
Opinião: 
 
Sookie Stackhouse não é uma heroína como as outras. Além de ser uma mulher forte e apaixonada é uma telepata. Depois de a ter conhecido no primeiro volume da saga “Sangue Fresco” e impossibilitada de ler o segundo livro, parti para o terceiro e não me arrependo. Tendo visto as duas primeiras temporadas da série deu para perceber bem o livro e confesso que gostei imenso. Bill o nosso vampiro preferido da história tem uma participação menor neste livro apesar de toda a história se centrar nele.
Tendo começado a trabalhar como investigador na Área 5 da qual Eric é Xerife, Bill é incumbido pela rainha do Louisiana numa missão secreta que nem o xerife pode saber, viajando para outro estado por tempo indeterminado. Quando Eric procura Sookie com a notícia que Bill desapareceu esta sabe que tem que fazer de tudo para recuperar o seu amado que se encontra aprisionado pelo rei do Mississippi, mesmo que este a tenha atraiçoado com a sua criadora Lorena. Deste modo Sookie começa uma verdadeira odisseia, acompanhada de Alcide um lobisomem enviado por Eric para a ajudar. Alcide leva Sookie ao Mississippi a um bar conhecido por “Clube de Sangue”, onde ela sonda as mentes dos presentes na expectativa de encontrar alguém que saiba onde se encontra ou o que se passa com Bill.
Bem confesso que gostei imenso deste livro onde Sookie nos tira de uma vez por todas a ideia de que possa ser uma donzela em apuros. Mostra-se uma mulher com garra, objectivos traçados e um sentido de oportunidade único. Não se deixa enganar pelos ardis dos vampiros e cumpre o que se propõe apesar de toda a dor e sofrimento que tem de passar para que tal aconteça. De qualquer maneira é saga que não pretendo continuar a seguir por livro mas quero continuar a ver a série.

Sem comentários:

Enviar um comentário