Crónicas de uma Leitora: Ana Vichenstein A Feiticeira da Mente de Ana Crisóstemo - Opinião

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Ana Vichenstein A Feiticeira da Mente de Ana Crisóstemo - Opinião

Autora: Ana Crisóstemo
Edição/reimpressão: 2010
Páginas: 302
Editor: Chiado Editora
Coleção: Mundo Fantástico
Sinopse:
Ana Vichenstein é uma adolescente de 13 anos de idade, órfã de mãe, que estuda no mesmo colégio desde os seus seis anos de idade. Excelente aluna, óptima cantora e dançarina e ainda uma excelente pessoa.
Tudo isto poderia ser comum a um grande número de adolescentes, não fosse ela uma feiticeira da mente.
No mundo de Ana existem três categorias de feiticeiros, todos eles com as suas qualidades e as suas limitações: os feiticeiros da mente, os feiticeiros com manopoderes (nas mãos) e os feiticeiros da varinha.
Não se pense que os feiticeiros conseguem ser aceites na sociedade. Eles vivem à margem, encobertos por detrás de um colégio comum, onde estudam tanto alunos feiticeiros como os outros não-feiticeiros. Durante o dia convivem entre si com aulas comuns. A partir da hora de saída dos alunos não-feiticeiros, as aulas de magia são leccionadas numa secção específica do colégio.
Ana entrou naquele colégio sem saber a verdadeira razão. A sua mãe foi morta para a conseguirem colocar naquele sítio a estudar. O seu pai divorciara-se da sua mãe ainda antes deste acontecimento fatídico. Encontra-se sozinha no mundo.
Tudo parece correr bem até que alguns acontecimentos insólitos assolam a vila de Cascais, próximo da zona de Sintra onde fica o Colégio…
Opinião:
 Os acontecimentos deste livro de Ana Crisóstemo passam-se em Cascais e Sintra, zona que me é bastante querida por viver aqui há vários anos. Conta a história de Ana, uma adolescente que parece igual a tantas outras, contudo o colégio interno onde ela estuda acolhe vários alunos que têm um segredo comum, são feiticeiros. A nossa protagonista logo no inicio demonstra ser diferente dos seus colegas feiticeiros pois além de ser uma feiticeira da mente bastante forte tem um poder raro, as premonições. Com o desenrolar da história Ana vai descobrir quem é o pai e o porquê de ter ingressado nessa escola. Sofre também um grande desgosto que mudará a sua vida.
Um pouco mais parado ao inicio para conhecermos as personagens, depressa vemos a ação desenrolar a grande velocidade. Contudo depressa percebemos que a dinâmica deste colégio não é de todo comum às escolas portuguesas o que desilude um pouco, ainda assim não tira o interesse da história, que é deixada em aberto para uma possível continuação.
Com uma escrita simples Ana Crisóstemo faz-nos entrar no enredo mas nota-se a grande influência de J. K. Rowling e algumas parecenças aos livros do famoso Harry Potter são visiveis desde o inicio.
Um livro para uma faixa etária mais jovem e que é uma óptima aposta para adolescentes até aos 16 anos ou até para jovens adultos fãs de Harry Potter. Gostei, recomendo e acho que cada vez devemos apostar mais nos nossos autores pois têm bastante qualidade.

Sem comentários:

Enviar um comentário