Crónicas de uma Leitora: Soberba Escuridão de Andreia Ferreira - Opinião

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Soberba Escuridão de Andreia Ferreira - Opinião

 
Autora: Andreia Ferreira
Edição/reimpressão: 2011
Páginas: 256
Editor: Alfarroba
Sinopse:
"Quando o relógio pisca as doze horas intermitentes, Carla recebe no seu quarto uma visita indesejada. A partir daí, todo o seu mundo desmorona e a solidão e o medo encarregam-se de a arrastar para um estado deprimente que só um desconhecido parece compreender.
Cega de paixão, nega as evidências de que o seu novo amor é mais do que um rosto angelical. Ele esconde segredos que a levarão para perigos que parecem emergir das profundezas do inferno."
Opinião:
Recebi esta semana o livro Soberba Escuridão da Andreia Ferreira e larguei tudo o que tinha em mãos para pegar nele. Estava a medo pois criaram-me uma expectativa tao grande que temia desiludir-me mas não! Apesar de não ter achado ser o livro que mais me marcou acho que a nível nacional e dentro deste género, tem imensa qualidade e originalidade.
Ainda assim tem alguns aspectos negativos, achei que a Carla mesmo fragilizada como estava deu demasiadas informações ao Caael quando o conheceu e o facto de ter ido para a cama com ele em pouco foi muito rápido para um namoro, achei que deveria ter havido mais qualquer coisa ali entre eles antes de se proclamarem namorados, também o facto dele ter olhos dourados que mudam de cor pareceu-me um pouco puxado à Edward Cullen. O facto da Carla fumar não abona nada a seu favor, acho que esse é um pormenor que poderia ter sido evitado (Andreia põe a Carla a deixar de fumar sim? please!). Não acho a Carla burra e como tal acho que ela poderia ter descoberto alguma coisa.
Contudo os aspectos negativos não tiram a genialidade à obra. Gostei imenso da inserção da mitologia egipcia até porque adoro todo o tipo de mitologia e adoro apanhar documentários na TV (sejam gregos, romanos, egipcios, incas, maias, chineses marcha tudo). A história do Caael é boa e todo o lado oculto do livro é interessante. Até ao fim não sabemos quem ou o que ele é, pensamos igualmente o que é afinal o Ricardo e o Daniel e este ultimo foi uma surpresa agradável porque não é nada do que se estava à espera. O final assoberbou-me com demasiada informação e alguma poderia ter sido deitada a conta gotas ao longo de toda a história.
A escrita da Andreia é fácil e fluída e apesar das críticas achei bastante acessível. Não faço crítica literária apenas dou opinião sobre os livros que leio contudo gosto de livros que não tenhamos que andar à procura das palavras dificeis no dicionário, o livro lê-se rapidamente, não têm demasiadas descrições enfadonhas que faz com que saltemos parágrafos inteiros e é fácil gostarmos das personagens que poderiam ser nossas vizinhas, amigas, filhos de amigos. Adorei a Ana e estou desejosa de saber mais da Raquel. O facto de se passar no nosso país é uma mais valia que a Andreia soube aproveitar sem nos despejar um rol de sítios em Braga até porque não estava a fazer um roteiro turistico. 
No geral achei um óptimo livro e quero ler mais, estou ansiosa pelo "próximo capítulo desta novela" sobrenatural. Parabéns Andreia, afinal há qualidade no fantástico em Portugal.

Sem comentários:

Enviar um comentário