Crónicas de uma Leitora: "Sem Notícias de Gurb", de Eduardo Mendoza - Opinião

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

"Sem Notícias de Gurb", de Eduardo Mendoza - Opinião



Autor: Eduardo Mendoza
Edição/reimpressão: 2004
Páginas: 155
Editor: Editorial Notícias

Sinopse:Barcelona. À beira dos Jogos Olímpicos. Gurb é um extraterrestre. Pode adoptar o aspecto que mais lhe agrade ou que lhe seja mais co nveniente. Escolhe, então, a aparência de Marta Sánchez, vocalista de uma banda, e lança-se à descoberta da selva urbana. Entretanto , mesmo os extraterrestres podem ter o os seus anjos-da-guarda... Ou, pelo menos, alguém que os procure. É assim que um outro alien se esforça por encontrá-lo. Regista tudo num diário, detalhado e obsessivo: são rostos e máscaras, crónicas assombradas, ora amargas , ora irónicas, sobre os homens urbanos. Isto é, nós, os terrestres....

Opinião:
Hilariante. Original. Curioso.
Este livro tem a particularidade de não possuir uma única página em que o leitor não dê uma valente gargalhada. No meu caso chorei até às lágrimas por dezenas de vezes.
Não é uma ficção rebuscada e nela não são utilizados recursos que noutros livros o autor tão bem aplica.
Trata-se de uma história simples, onde um extraterrestre tenta socorrer o outro.
A melhor parte é a descrição cómica do autor na qual as personagens observam tudo o que o ser humano faz pela primeira vez, sem conhecer os motivos nem as causa de cada acção, como se tudo o que somos e fazemos se resumisse a um gesto primário e instintivo.
É absolutamente delicioso.

Sem comentários:

Enviar um comentário