Crónicas de uma Leitora: Coração Envenenado de S. B. Hayes - Opinião

sábado, 27 de outubro de 2012

Coração Envenenado de S. B. Hayes - Opinião


Sinopse:
Quem é Genevieve? Que segredos esconde? Por que razão está tão determinada a destruir a vida de Katy?
Para onde quer que Katy se vire, Genevieve está lá – na escola, com as amigas de Katy e, o pior de tudo, a tentar seduzir o novo e sexy namorado de Katy. Apesar de ser muito popular, Genevieve esconde uma faceta ameaçadora, uma faceta perigosa que só revela a Katy: Eu sou o teu pior pesadelo!
Será que Genevieve é simplesmente uma rapariga que teve uma infância difícil? Ou será que esconde debaixo do seu encantador sorriso algo sinistro, algo sobrenatural?
Um romance sobre as reviravoltas da amizade, do amor e da maldade que não vais conseguir parar de ler.

Opinião:
Quando li a sinopse pensei "que bom outro livro de fantástico", então assim que ele chegou peguei logo nele mas depois de ler pouco mais de 100 páginas ainda estava sem saber se estava a gostar do livro ou não. Era bom mas demasiado simples, a história estava bastante morna o desenvolvimento fraco e simplesmente não havia nada de sobrenatural. Mas não desisti pois uma vez que a trama era bastante fácil e acessível a sua leitura fazia-se sem grande entraves. Entretanto comecei a envolver-me na história, a tentar perceber as motivações de ambas as personagens femininas e comecei realmente a gostar. A investigação levada a cabo por Katy para tentar perceber quem era Genevieve levou-a a um amadurecimento bastante visível ao longo do livro e a mudança súbita da antagonista já perto do final leva-nos a suspeitar que a sua saúde mental está realmente debilitada. Julgo ter havido uma quebra no ritmo dos acontecimentos que quase nos transporta para uma ação que deveria ter demorado mais a chegar.

De fantástico não tem nada é uma realidade por isso os amantes deste género não julguem que irão encontrar aqui algo de sobrenatural, há apenas referências a isso e de uma forma pouco aprofundada. A reviravolta final está muito bem conseguida, a busca de Katy pela verdade leva-a a descobrir mais sobre si própria do que achou possível contudo alguns acontecimentos foram desnecessários.

Um romance para adolescentes e jovens adultos que os leva a pensar que talvez andem a ler livros de fantástico a mais que o leva a imaginar coisas e a ver o que não existe. A personagem mais coerente ao longo de todo o livro é Luke e a mais fraca é sem dúvida a mãe de Katy, uma personagem apagada que devido aos acontecimentos do passado julgo que deveria ser forte e determinada mas acaba por se limitar a assistir a todos os acontecimentos à parte raramente interferindo.

Apesar dos aspectos negativos que saliento o livro é de facto uma leitura fácil e envolvente, vemo-nos muitas vezes a pensar o que faríamos no lugar de Katy, como resolveriamos a situação, de que maneira conseguiriamos ultrapassar os obstáculos que se atravessam no seu caminho e se de facto agiriamos como ela. No fundo gostei bastante e recomendo a sua leitura que sem grandes floreados nos leva a entrar na história.

Nota: Faltou acrescentar que a Civilização fez uma excelente aposta mantendo a capa original, o tamanho do livro menor que o normal mas maior que tamanho de bolso e um preço extremamente apelativo.

Sem comentários:

Enviar um comentário