Crónicas de uma Leitora: Rendida ao Amor | Jill Shalvis | TopSeller | Opinião

sexta-feira, 31 de março de 2017

Rendida ao Amor | Jill Shalvis | TopSeller | Opinião





Rendida ao Amor
Jill Shalvis
Título Original: Nobody But You
Tradução: Leonor Marques
Editora: TopSeller
317 páginas










A nossa casa é onde está o nosso coração.

E Jacob vai descobri-lo da forma mais apaixonante possível.

Depois de uma missão no estrangeiro, o oficial do exército Jacob Kincaid volta a casa, a Cedar Ridge, para recomeçar a sua vida. Após anos sem qualquer contacto com a família, ele não sabe o que esperar deste regresso. O que não imaginava era encontrar uma mulher linda e misteriosa a viver num barco atracado na sua doca.

Sophie Marren é bonita, vistosa e determinada, mas está sem dinheiro, sem objetivos, sem futuro, e vive no único bem que possui: um barco. Está perdida na vida e encontrou um porto de abrigo quando mais precisava. Não contava é que a doca onde atracou pertencesse ao militar.

Jacob e Sophie perdem-se na excitante e incontrolável viagem entre o desejo e a paixão e, ao contrário das expectativas de ambos, descobrem que o amor estava mesmo à porta de casa, porque a nossa casa é onde está o nosso coração.

Antes de passar à minha opinião, tenho que escrever uma pequena nota. 
Eu leio TopSeller desde Janeiro de 2015, cada vez mais a editora se torna a número 1 dos livros que compro, adoro os(as) seus(as) escritores(as), adoro as capas, a coerência que a editora mantém nas séries/trilogias que edita (continuo a falar das capas), é uma editora que prima (e já conheci as suas instalações) pelo rigor em tudo o que publica, e por estar habituada à exigência, ao rigor, aos cuidados que tem com a edição, revisão, pelo menos em todos os livros que li, que as pequenas falhas deste livro saltam dele como pirilampos no escuro.
Perguntam se foram falhas que me tiraram o prazer da leitura, se não gostei tanto da história? Não, lógico que me fizeram voltar atrás e ler novamente mas gostei do livro, independente disso.
Não pensem que deixam de ser uma das minhas editora preferidas, não... Já agora, para quando o próximo livro da Jennifer Ashley? *sorriso maroto*
Ahhh! Estava a esquecer-me do Chefe Joy, um amor!
Vamos lá então ao livro!

Rendida ao Amor é o último livro de uma trilogia, posso dizer que é o livro que junta todos os irmãos no happy end. Jacob é o irmão "desaparecido", quem leu os dois livros anteriores saberá o que aconteceu para a personagem estar longe tantos anos. Porém depois de um acontecimento traumático na sua última missão, Jacob volta temporariamente para casa afim de resolver velhos problemas, de fechar velhas feridas, de se perdoar e perdoar os outros. E é nessa volta que conhece Sophie, também ela desiludida com a vida e a tentar refazer-se, depois de um casamento fracassado.
Gostei do livro, gostei da forma como as personagens se foram envolvendo, daquele clima que era só enquanto durasse, porém aos poucos um sentimento profundo e duradouro foi plantando nos seus corações. Mas, há alturas que há um mas, achei que o livro se focou muito na relação pessoal dos dois e pouco no que levou Jacob a voltar para Cedar Ridge. Faltou mais o "conflito", as mágoas, a revolta, a superação, o "bater" ainda mais de frente com Hud, o irmão gémeo. Parece-me que neste livro podia haver um pouco mais de drama, que a autora não soube dosear o romance, o sexo, com o drama e a revolta que o livro merecia, visto a forma como os dois irmãos gémeos se separaram. 

Jacob... Nos dois livros anteriores vamos sabendo como era em jovem, o que o levou a ir para o exército, vamos sabendo o que lhe foi acontecendo porque Hud não se cansa de procurar o irmão mas não sabemos mais nada, não se sabe quem é agora Jacob.
Houve atitudes nele, houve uma ou outra decisão que não concordei, achei que ele levou muito a sério palavras "atiradas" no calor de um determinado momento, ele era jovem é certo quando estas foram ditas mas em 10 anos um homem cresce, e ele só começou a dar valor a algumas coisas, ao que realmente era importante quando algo grave aconteceu. Mas mesmo assim gostei muito dele.
Sophie é uma personagem tão engraçada, tem "tiradas", expressões que nos faz rir mas também é uma personagem insegura, uma mulher que é vista como não levar nada até ao fim, não levar nada a sério. Não acredita em si, na sua força, principalmente não acredita que pode ser aceite como é, com os seus defeitos, as suas qualidades e o seu grande humor. A personagem tem um sentido de humor excelente.
E são estas duas personagens, que se encontram, se ajudam mutuamente, que perdoam o passado, que erram novamente, que nos dão uma linda história de amor e superação.

Gostei de ver os outros irmãos, esperava que tivessem aparecido mais no livro, principalmente os dois irmãos mais velho.
Foi bom ver a única menina da família, a desabrochar e a voltar a sorrir!

Conclusão, um bom livro, que me deu muito prazer em ler mesmo com pequenas falhas. Comprem, comprem a série, porque vão ficar apaixonadas(os) por esta família!

Boas Leituras.





Exemplar gentilmente cedido pela editora em troca de opinião honesta 





Sem comentários:

Enviar um comentário