Crónicas de uma Leitora: Literatura | 'Antes do Futuro' de Jay Asher & Carolyn Mackler | Opinião

quarta-feira, 7 de junho de 2017

Literatura | 'Antes do Futuro' de Jay Asher & Carolyn Mackler | Opinião

Resultado de imagem para antes do futuro jay asher
Para mais informações clique AQUI


E se em 1996 pudesses ver o teu futuro no Facebook... mudarias o presente?

Estamos em 1996. Quando Josh instala um CD-ROM que dá acesso a cem horas de internet gratuitas no computador de Emma, sua vizinha e melhor amiga, são ambos transportados para uma estranha página chamada Facebook onde vêem versões de si mesmos quinze anos mais velhas. As suas relações, amigos, filhos, carreiras, férias... todas essas informações estão na internet e alteram-se consoante as decisões que eles tomam no dia a dia. À medida que tomam consciência do que a vida lhes reserva no futuro, Josh e Emma são obrigados a confrontar-se com o que estão a fazer certo e errado no presente... 

Antes do Futuro é um livro de Jay Asher, autor do bestseller Por Treze Razões.


Os anos 90 ficam para a história como a década do Grunge com os Nirvana e Red Hot Cilli Peppers e Pearl Jam (entre tantas outras) e por outro lado do Girl Power e a repressão ao machismo com as Spice Girls, de séries como Beverly Hills 90210, Friends, Seinfeld e Buffy a Caçadora de Vampiros e da ascensão dos Animês no ocidente com animações como Dragon Ball (Z), Sailor Moon, Pokémon, Cowboy Beebop, ou Os Cavaleiros do Zoodiaco. Foi também a década que popularizou Sonic e Super Mario Bros. e em que as Tartarugas Ninja e os Power Rangers viram o seu auge. A Sega e a Nintendo explodem no mercado das tecnologias e aparece a primeira PlayStation da Sony. Surgem os Tamagochi e todos queriam um. Foi uma década de mudanças, da popularização das novas tecnologias.

Quem foi adolescente nos anos 90 facilmente se revê neste livro e em tudo o que aqui é retratado, não é possível ficar indiferente a esta história. Um computador em 1996 com o novíssimo windows95 e um CD-ROM que traz a Josh e Emma vislumbres de um futuro através do Facebook. Conseguimos ver tudo aquilo com que crescemos, as maravilhas das tecnologias quando estas não estavam ao alcance de qualquer um. Eu pessoalmente só via um computador quando ia a casa dos meus tios, o que acontecia uma vez por ano, e nem lhe podia tocar, o mesmo tio tinha um telemóvel aquele tal de telefone que se podia levar para qualquer lado e imagine-se um pager (ou beeper como referem no livro). Todas estas coisas eram para mim surreais e fora do alcance do meu bolso, só tive acesso a um computador na escola em 1997 numa novíssima disciplina de Tecnologias de Informação, aprendíamos a trabalhar no não tão maravilhoso MS DOS e descobríamos o fabuloso mundo do Windows e do Office. Era mágico. Os adolescentes de hoje em dia nunca entenderão a ascensão da tecnologia como nós que crescemos nesta década. 

Antes do Futuro vai repescar memórias antigas numa história que nos agarra desde o primeiro momento e que nos leva numa viagem entre passado e presente (ou no caso um passado mais recente), foca-se ainda nas amizades e romances nessa época e como as coisas funcionavam de forma diferente mas como nos aspectos principais ainda é possível ver semelhanças na forma como os adolescentes da época e os de agora se relacionam.

Apesar de não estarmos perante uma narrativa estrondosa, foi muito bom este regresso ao passado, Jay Asher e Carolyn Mackler conseguiram transportar-me no tempo fazendo-me relembrar de coisas há muito esquecidas. As personagens acabam por ser adolescentes típicos com dramas muito próprios como primeiros amores, descoberta da sexualidade, amizades e segredos tão próprios da idade. Nem Emma nem Josh são protagonistas facilmente destacáveis, acabam por se inserir no universo próprio com outras tantas personagens como eles, pouco marcantes mas que nos despertam um carinho especial por motivos mais ou menos pessoais.

É sem dúvida um livro que aconselho a todos os jovens quanto mais não seja para terem um relato fidedigno de uma época anterior à sua para poder compreender melhor como foi a juventude dos seus pais.



Sem comentários:

Enviar um comentário