Crónicas de uma Leitora: Literatura | 'A Rapariga no Gelo' de Robert Bryndza | Opinião

quinta-feira, 29 de junho de 2017

Literatura | 'A Rapariga no Gelo' de Robert Bryndza | Opinião

Resultado de imagem para a rapariga no gelo

Quando um rapaz descobre o corpo de uma mulher debaixo de uma espessa camada de gelo num parque do sul de Londres, a inspetora-chefe Erika Foster é imediatamente chamada para liderar a investigação. A vítima, uma jovem bela e rica da alta sociedade londrina, parecia ter a vida perfeita. No entanto, quando Erika começa a investigar o seu passado, vislumbra uma relação entre aquele homicídio e a morte de três prostitutas, encontradas estranguladas, com as mãos amarradas, abandonadas nas águas geladas de outros lagos de Londres. 
A sua última investigação deu para o torto, e agora Erika tem a carreira presa por um fio. Ao mesmo tempo que luta contra os seus demónios pessoais, enfrenta um assassino altamente mortífero e que se aproxima tanto mais dela quanto mais próxima ela está de expor ao mundo toda a verdade. Conseguirá Erika apanhar o assassino antes de ele escolher a próxima vítima?






Quando este livro chegou cá a casa estava num estado que nada me agradava, tentava ver um filme parava ao fim de 10 minutos, séries igual, livros não me estavam a agarrar e estava com receio de pegar nele, tanto que ficou uns 3 dias a "cozinhar" na mesa de cabeceira. Porém o dia do lançamento nacional aproximava-se e acabei por pegar nele. 

O início é lento, apresentando-nos todo o cenário do primeiro homicídio e as personagens para gradualmente nos irmos adaptando à história. Conhecemos assim a inspetora-chefe Erika Foster, uma mulher com um passado tortuoso e um instinto profissional implacável. Gostei bastante de Erika, tem ideias bastante claras acerca da forma que deve dirigir a investigação não se deixando influenciar pela pressão política. Também os seus subordinados me agradaram, têm personalidades vincadas e um sentido de justiça muito apurado.

Enquanto acompanhamos a investigação do homicídio de Andrea, ao longo dos capítulos veremos que as pessoas não são exactamente o que dizem ou parecem o que acaba por dificultar o trabalho da polícia. A família da jovem sendo rica e influente interfere constantemente levando a que Erika tenha problemas em movimentar-se como deseja.

Com capítulos curtos, A Rapariga no Gelo é um livro de leitura rápida e viciante, cheio de detalhes que nos confunde e nos leva a caminhos opostos à realidade. Foi um daqueles livros que me fez desconfiar de todos não conseguindo apontar um único suspeito e a minha pontaria habitualmente certeira enganou-me. 

Temos muita acção até ao final o que juntamente com a tensão psicológica de algumas personagens dá à obra um ritmo trepidante tornando-se impossível largarmos as páginas. Robert Bryndza é um autor a seguir e espero sinceramente que depois deste lançamento explosivo a Alma dos Livros continue a apostar nesta série. Os amantes do género não quererão perder A Rapariga no Gelo.



Exemplar gentilmente oferecido para opinião

Sem comentários:

Enviar um comentário