Crónicas de uma Leitora: Literatura | Bruno Vieira Amaral Premiado no Tábula Rasa | Notícia

terça-feira, 21 de novembro de 2017

Literatura | Bruno Vieira Amaral Premiado no Tábula Rasa | Notícia

Festival Literário de Fátima distingue o autor com o Prémio Ficção 2016-2017

Bruno Vieira Amaral foi distinguido pelo Festival Literário de Ficção com o prémio Ficção 2016-2017 com a obra «Hoje Estarás Comigo no Paraíso». Com o tema «A Literatura e o Sagrado», a segunda edição do Tábula Rasa que distingue autores com obras em quatro categorias - ficção, poesia, filosofia e literatura infantil - termina com a entrega dos prémios no passado Sábado, 18 de Novembro, no qual o autor esteve presente.

Esta não é a primeira vez que Bruno Vieira Amaral é premiado: foi distinguido anteriormente com o Prémio PEN CLUBE Narrativa, Prémio Literário Fernando Namora e Prémio Literário José  Saramago 2015 pelo seu livro «As Primeiras Coisas».

A Quetzal Editores publicou em 2013 o primeiro romance do autor, «As Primeiras Coisas», e em 2017 «Hoje Estarás Comigo no Paraíso», estando previsto um novo livro do autor para Janeiro de 2018, com o título «Manobras de Guerrilha».

Sinopse de «Hoje Estarás Comigo no Paraíso»:
Em «Hoje Estarás Comigo no Paraíso», Bruno Vieira Amaral desenha uma investigação do assassínio do primo João Jorge - morto no bairro em que ambos viviam no início dos anos 80 - e usa essa investigação como estratégia de recuperação e construção da sua própria memória: a infância, a família, o bairro e as suas personagens, Angola antes da Independência e nos anos que se lhe seguiram, e a figura (ausente) do pai. Na reconstituição da personalidade e do percurso da vítima, da noite em que tudo aconteceu, na apropriação que o narrador faz de uma ligação com João Jorge (mais ou menos forjada pelos mecanismo da memória) - e de que faz parte essa busca mais ampla das dobras do tempo e do esquecimento - são utilizados os mais diversos materiais: arquivos da imprensa da época, arquivos judiciais, testemunhos de amigos e familiares, e a literatura, propriamente dita - como uma possibilidade de verdade, sempre.

Sobre o autor:
Bruno Vieira Amaral nasceu em 1978. Formado em História Moderna e Contemporânea pelo ISCTE, é crítico literário, tradutor, e autor do Guia Para 50 Personagens da Ficção Portuguesa e do blogue Circo da Lama. Em 2002, uma temerária incursão pela poesia valeu-lhe ser selecionado para a Mostra Nacional de Jovens Criadores. Colaborou no DN Jovem,revista Atlântico e jornal i.

Sem comentários:

Enviar um comentário