Crónicas de uma Leitora: Literatura | 'A Gaiola de Ouro' de Camilla Lackberg | Opinião

quinta-feira, 11 de abril de 2019

Literatura | 'A Gaiola de Ouro' de Camilla Lackberg | Opinião


Brutal! Absolutamente brutal. Ao longo de 400 páginas somos apresentados a Faye e acompanhamos a sua vida em duas acções temporais, um passado recente e os seus primeiros anos em Estocolmo. Vamos tendo também alguns vislumbres da sua infância e adolescência.

Quando conhecemos Faye, é-nos mostrada uma mulher fraca, dependente, sedenta de atenção do seu marido Jack. Algo que não conseguimos entender quando a conhecemos nos primeiros tempos em Estocolmo, uma mulher inteligente, forte, decidida, lutadora. Perguntamo-nos amiúde como é que se deu esta transformação, para onde foi esta mulher linda e empoderada que deu lugar a outra fraca e que endeusa o marido.

No decorrer da narrativa vamos percebendo a manipulação, violência psicológica e a pressão que anos de convivência em comum vão transformando personagens tão interessantes em pessoas odiosas ou apagadas. Estamos perante um thriller psicológico onde cada acção tem uma consequência e que acaba por mexer bastante com o leitor que avidamente quer descobrir mais sobre um enredo que nos suga para dentro da história e que não nos deixa parar de ler.

Uma Gaiola de Ouro é, para mim, uma clara referência ao estilo de vida não só de Faye mas de outras mulheres que como ela, dependem financeiramente dos maridos vivendo uma vida de luxo mas imposta consoante as vontades dos homens, referência também a machismo e misoginia.

A força com que Faye se empenha na sua vingança vemos resurgir a vivacidade que esta tinha quando era mais nova. Adorei ver a relação desta com a melhor amiga Chris que foi de longe uma das minhas personagens favoritas ao longo de todo o livro.

Esta foi a minha grande estreia com Camilla Läckberg e adorei, sei que a autora tem uma série com uma vertente mais policial mas acho que peguei no livro certo, um stand-alone fenomenal, com um enredo viciante e uma narrativa que me fez ficar acordada até tarde para terminar a leitura.




Exemplar gentilmente cedido para opinião

Sem comentários:

Enviar um comentário